Quanto vou gastar para ter um bichinho de estimação?

_POST_BLOG_12-10_15
Postado Originalmente em financasfemininas

 

Passar pela porta de uma loja de animais ou visitar uma feirinha de adoção é de deixar qualquer pessoa apaixonada por animais tentada a levar um bichinho de estimação para casa. Quem tem filhos pequenos provavelmente lida com os pedidos incessantes para ter um cachorro, um gatinho, um hamster, etc.

Eles são realmente fofos e dão outra vida ao lar. Mas na hora de levar um animalzinho para casa, é preciso ter consciência de que não se trata de um bem material ou artigo de luxo. Não dá para comprar um cachorro e “enjoar” dele quando fizer xixi fora do lugar certo ou te chamar para brincar quando você estiver querendo descansar. Animais têm personalidade, precisam de cuidados e não podem ser tratados como adorno para a casa.

Para garantir o bem-estar dos animais, é preciso ter em mente que os gastos virão, ou seja, o correto é ter um planejamento das despesas de antemão. Se você tem intenção de comprar ou adotar um animalzinho, esta calculadora elaborada pelo economista Samy Dana pode te ajudar a estimar os gastos que virão pela frente.

Cães e gatos

A aquisição do animal conta com um investimento inicial e uma média de gastos que serão feitos mensalmente. Se você optar por adotar o bichinho de estimação em vez de comprá-lo, normalmente é preciso pagar uma taxa de retirada na instituição ou loja que promove a adoção. Além disso, o bichinho precisa de itens básicos para começar a morar com você, como uma caminha, casinha e caixa de areia, no caso dos gatos. Além disso, vai precisar de vasilhames para comida e água, coleira, brinquedinhos – para não usarem os móveis e quinas da sua casa como diversão – vermífugo, vacinação e veterinário.

Mensalmente, é preciso considerar uma quantia fixa para a ração. O valor médio gasto com alimentação vai variar de acordo com a idade e o porte do animal. Além disso, tem também ovalor de banho e tosa. Vale a pena reservar uma quantia extra todo mês para a compra de remédios para controle de pulgas, outros medicamentos e eventuais visitas ao veterinário. Através da calculadora mencionada acima, é possível estimar em quanto ficam os gastosmensais e o investimento inicial.

Pássaros, hamsters e peixes

O investimento inicial, neste caso, vai depender da sua disponibilidade e objetivo. No caso dos peixes, por exemplo, o tamanho do aquário e sua decoração farão toda diferença nopreço final. Tendo em vista o porte dos animais, os gastos com alimentação são menores em relação a cães e gatos.

Vale destacar, no entanto, que eles dependem de manutenção e de compra de outros itens constantemente. A água do aquário precisa ser tratada e trocada frequentemente, os hamsters precisam de troca da serragem de suas gaiolas, enfim, cada animal vai demandar um tipo de manutenção para seu ambiente.

Viagens

Outro aspecto importante é a presença do animal em sua rotina. Se você tiver intenção de viajar e quiser levar o animal, é preciso avaliar os custos do translado. Se não tiver condições de levá-lo na viagem e não tiver uma pessoa de confiança para tomar conta, é preciso arcar também com a estadia em um hotelzinho.

Animais são excelentes companheiros, mas é preciso ter responsabilidade e comprometimento ao incluí-los em sua vida. Mais do que cafunés e fotos nas redes sociais, eles precisam do seu amor, carinho, tempo e planejamento financeiro.