Month: novembro 2014

Cartão Acesso Internacional – Confira 35 dicas geniais para viajantes

LANÇAMENTO-INTERNACIONAL-35-DICAS

botao-comprar

Publicado originalmente por Catraca Livre em 11/06/2014

1. Use janelas anônimas quando for reservar voos e hotéis pela internet.

11

Sites de viagem rastreiam as suas visitas e aumentam o preço quando sabem que você já os acessou antes.

2. Organize cabos soltos guardando-os em caixas de óculos.

2

3. Use canudos para levar pequenas quantidades de cremes em viagens.

3

4. Coloque uma folha de papel “dryer sheet” no topo de sua mala para que as suas roupas não fiquem com cheiro de mofo.

4

5. Use a mola de uma caneta velha para proteger os fios de carregadores.

5

6. Fuja das longas filas dos banheiros de aeroportos.

6

Pode parecer senso comum, mas o primeiro banheiro do terminal é o mais cheio. Use o próximo para evitar a perda de tempo em filas.

 

7. Use um prendedor do tipo “binder clip” para proteger as lâminas de barbear.

7

8. Se esquecer a parte que prende na tomada, carregue seus dispositivos conectando o cabo USB nas entradas da TV.

8

9. Enrole as roupas, ao invés de dobrá-las, para economizar espaço nas malas.

9

10. Se você tem roupas que precisam ser dobradas, use lenços de papel para evitar que elas amassem.

102

11. Use um porta pílulas para manter as bijuterias organizadas.

112

12. Salve imagens dos seus documentos antes de viajar.

12

No caso de perda ou furto, é muito útil ter cópias extras do passaporte, da sua identidade e dos documentos que mostram seus voos e reservas salvas no seu smartphone ou tablet.

13. Guarde seu sabonete e lave roupas com esse embrulho fácil de fazer.

131

14. Uma touca de banho é a melhor forma de embalar os sapatos para colocar na mala.

142

15. Coloque seu smartphone no modo avião para economizar bateria.

152

16. Evite os nós nos fones de ouvido enrolando-os em um prendedor do tipo “binder clip”.

16

17. Mantenha seus grampos de cabelo organizados dentro de uma caixinha vazia de Tic-Tac.

171

18. Ao fazer as malas, coloque cintos enrolados nas golas de camisas, para manter sua forma.

18

19. Sente-se nos assentos próximos das asas do avião para evitar turbulência.

19

Os assentos próximos das asas normalmente têm menor turbulência porque têm uma estrutura que dá maior suporte.

20. Ao invés de comprar de novo, guarde as embalagens pequenas e reponha os produtos.

201

21. Para usar o Google Maps offline, digite “OK Maps” e a área visível será salva para acessos futuros.

21

22. Ao invés de comprar água no aeroporto, leve uma garrafa vazia e encha-a após passar pelo raio-x.

22

23. Quando reservar poltronas para duas pessoas no avião, escolha o corredor e a janela.

23

Se ninguém pegar o assento do meio, você fica com a fileira toda. Se alguém pegar, é só pedir para trocar de lugar para sentar perto da pessoa com quem você está viajando.

24. Se tiver que levar paletó, dobre-o do avesso, para mantê-lo limpo e sem amassar.

24

25. Espere para comprar suas passagens às 15h de terça-feira.

25

Normalmente, é nesse dia que as grandes companhias aéreas reduzem seus preços para competir com empresas menores. Se você quiser economizar, esse é o horário para comprar.

26. Evite vazamentos desagradáveis na sua mala.

26

Tire a tampa dos recipientes, embrulhe filme plástico em volta e tampe de volta. Isso vai prevenir qualquer líquido de sujar suas coisas (e estragar sua viagem!).

27. Consiga a senha do Wi-Fi de vários estabelecimentos checando os comentários do lugar no FourSquare.

27

28. Use seu GPS quando estiver no exterior.

28

Se você está viajando sem um plano internacional de celular, ative o modo avião e desligue a rede para usar o GPS sem se conectar à internet. Faça o download da área que será visitada no Google Maps enquanto ainda estiver no hotel e você terá um mapa completo para usar durante o passeio.

29. Consiga um carregador de celular se você esquecer o seu em casa.

29

Esqueceu o carregador? Muitos hotéis têm uma caixa cheia de carregadores esquecidos por outros hóspedes.

30. Não perca tempo esperando sua bagagem chegar no aeroporto.

30

Mesmo que não seja, colocar uma etiqueta de “frágil” faz com que manejem suas malas com mais cuidado. Além disso, elas são colocadas no topo da pilha de bagagens, o que significa que a sua mala será uma das primeiras a ser colocada na esteira.

31. Ganhe tempo fazendo as malas.

31

Pendurar cabides organizadores pode ser muito útil na hora de arrumar suas malas, simplesmente colocando-os dentro da sua bagagem. Já vai estar tudo em ordem!

32. Consiga Wi-Fi de graça no aeroporto.

32

Quando estiver no aeroporto, coloque “?.jpg” no final de qualquer URL para conseguir contornar o Wi-Fi ridiculamente caro. Você também pode se sentar perto das salas VIP, já que às vezes o sinal pega fora.

33. Para ganhar pontos, viaje com uma régua com várias tomadas e seja o herói do aeroporto.

33

34. No seu ultimo dia em outro país, pegue todos os seus trocados e dê aos moradores de rua.

34

35. E o mais importante… Continue viajando!

 

botao-comprar

 

Cartão pré-pago é opção para quem tem dívidas ou não tem conta em banco

post-blog-opcao-pre-pago

Publicado originalmente em RodoNews – em 26/02/2014

Um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), realizado no segundo semestre de 2013, revela que cerca de 54% das famílias brasileiras possuem dívidas. Nesse contexto os cartões pré-pagos no Brasil surgem como opção para quem não tem conta em banco, por ter o nome sujo ou para controlar seus gastos.
Os pré-pagos podem ter também outros usos no País. Pagar a mesada dos filhos e controlar seus gastos, presentear entes queridos, definir quanto os empregados domésticos gastarão para as compras da casa ou fazer compras pela internet sem expor os dados do cartão de crédito.
A dificuldade em conseguir crédito em banco, conta corrente e controlar os gastos para não se endividar no fim do mês dos cartões de crédito, contrasta com a facilidade do mercado devenda e controle de cartões pré-pagos, que estão disponíveis pela internet, nas gôndolas de varejistas, sejam supermercados, conveniências, entre outros.

Calcula-se que, entre 2015 e 2017, o segmento cartões pré-pagos movimente US$ 18 bilhões no Brasil

O volume seria então nove vezes maior que os atuais US$ 2 bilhões, gastos principalmente com viagens e no pagamento de refeições, segundo levantamento realizado pela MasterCard® em parceria com a Boston Consulting Group.

A Acesso, empresa brasileira especializada na emissão e gerenciamento de cartões e meios de pagamentos pré-pagos, colocou a venda nos grandes varejistas o AcessoCard, cartão de débito pré-pago. O cartão possui bandeira

MasterCard® e permite que o usuário o utilize como um cartão de débito comum, podendo pagar contas em restaurantes, realizar compras online, entre outros.

Compre seu Cartão Acesso na loja mais próxima de você!

cartoes-acesso

Acesso procurou o localizador das Lojas Americanas, Pão de Açúcar e Extra para você achar a loja mais próxima de você e comprar o seu Cartão Pré-Pago Recarregável Acesso hoje mesmo. Pergunte para o caixa pela gôndola de cartões presente ou pré-pagos que ele estará lá te esperando!

Ah! Não esqueça de verificar se tem no estoque da loja. Entre nos links abaixo e ache a loja mais próxima da sua casa:

Screen Shot 2014-12-04 at 10.27.03 AM

http://www.paodeacucar.com.br/localizador

Screen Shot 2014-12-04 at 10.27.16 AM

http://www.familiaextra.com.br/familia-extra/nossas-lojas/onde-encontrar/

Screen Shot 2014-12-04 at 10.27.11 AM

http://www.americanas.com.br/lojamaisproxima

Screen Shot 2014-12-04 at 10.27.19 AM

http://www.walmart.com.br/lojas

De compra pela internet a mesada, veja opções de uso do cartão pré-pago

uso do Cartão Pré-Pago Acesso

Publicado originalmente em UOL Economia – em 28/10/2013

7 Utilidades do cartão pré-pago

Vantagens Cartão Pré-Pago Acesso

 

 

Amplamente usados em viagens internacionais, os cartões pré-pagos têm ganhado novos usos no Brasil. Fazer compras pela internet, pagar contas e depositar mesadas são algumas das possibilidades que eles oferecem.

Esses cartões nasceram na onda dos celulares pré-pagos, e funcionam de forma parecida. O cliente carrega um valor e pode adicionar novas quantidades conforme o dinheiro for acabando.

No caso das viagens internacionais, eles substituem bem o traveler check, porque podem ser carregados em diferentes moedas e proporcionam maior segurança para o turista do que se ele levar dinheiro em espécie.

O foco das empresas que atuam no setor, porém, é cada vez mais os brasileiros que vão carregar os cartões com reais.

Produto serve como substituto do papel-moeda

“Os cartões pré-pagos também podem ser usados para pagar a mesada dos filhos e depositar dinheiro da empregada doméstica, por exemplo. O potencial é enorme”, diz Raul Moreira, vice-presidente da Associação de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Para Moreira, os pré-pagos não só promovem a inclusão financeira como substituem bem o papel-moeda. Além disso, a nova regulamentação do setor, que vai fazer com que os pré-pagos estejam sujeitos às regras do Banco Central, também vai ajudar a desenvolver o produto.

“Basicamente ele pode ser usado para tudo o que uma conta corrente serve, menos para investir e pegar empréstimo”, diz Luiz Almeida, vice-presidente de marketing da ContaSuper. A empresa oferece o cartão Super, que traz a bandeira Mastercard.

O cartão Super é usado para carregar celular, pagar contas pela internet e fazer transferências para outros cartões da mesma marca ou contas de qualquer banco.

Almeida diz que o cartão também é usado por empresas que precisam pagar salários para trabalhadores eventuais ou desbancarizados. Um exemplo são os funcionários da construção civil, como pedreiros e pintores.

Outro foco dos pré-pagos são as pessoas que estão com o nome sujo na praça e, por isso, não conseguem abrir conta em banco nem obter cartões de crédito e débito tradicionais.

Compras pela internet em lojas nacionais e estrangeiras

Quem quer fazer compras pela internet também pode encontrar um caminho interessante no pré-pago.

“Ele pode ser usado até por uma criança que gosta de comprar jogos na internet, por exemplo, mas não tem cartão para usar”, diz Sérgio Kulikovsky, CEO da Acesso, que possui o AcessoCard.

Com a possibilidade de controlar a quantidade de dinheiro que será depositada no cartão, o pai ou a mãe pode também controlar os gastos dos filhos nessa situação.

Um cartão semelhante é oferecido pela empresa Agillitas em parceria com a Visa.

“Muitas empresas vendem pela internet com boleto porque sabem que existem consumidores que não confiam em colocar o número do cartão de crédito do site”, diz Roger Ades, CEO da Agillitas.

O pré-pago é interessante nesse caso porque o consumidor pode carregar apenas o valor suficiente para fazer a compra, evitando o risco de os dados serem usados e outras transações.

Eles também podem ser usados nas compras em sites estrangeiros, com uma vantagem adicional: ao contrário das operações feitas com cartões de crédito, que estão sujeitas a um Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6,38%, os pré-pagos estão sujeitos a um imposto menor, de 0,38%.

Cobrança de mensalidade e tarifa de saque

Como não estão atrelados a linhas de crédito ou programas de pontos, os pré-pagos também costumam ter um custo menor para o cliente. Mas esses custos podem pesar no bolso, dependendo do uso que o consumidor fizer do produto.

No caso do Super, o consumidor paga R$ 4,90 por mês e pode fazer quantidades ilimitadas de transações como compras virtuais e em lojas físicas, consultas e carregamentos. Caso queira transferir o dinheiro para uma outra conta ou queira fazer o saque, é preciso pagar R$ 5,90 por operação. O cartão é emitido gratuitamente.

O cartão Mundo Livre, da Agillitas, tem mensalidade de R$ 5. O cliente precisa pagar uma tarifa de recarga de R$ 3 e o custo do saque é R$ 7. O cartão também é emitido gratuitamente.

Para usar o AcessoCard, o cliente precisa pagar mensalidade de R$ 5, cobrada apenas quando o cartão tem saldo. A tarifa para carregar o cartão é de R$ 2,50 e a de saque, de R$ 5,90.

“As tarifas para saque não são baixas, o que é uma desvantagem”, diz o economista Samy Dana, professor da FGV-SP. “Como algumas empresas também cobram pelo carregamento, o pré-pago não é interessante se a ideia for ficar fazendo muitos depósitos.”

Outra desvantagem apontada pelo economista é que o dinheiro depositado no cartão não tem nenhum tipo de rendimento. “Se a pessoa não gastar o dinheiro, é melhor deixá-lo rendendo na poupança.”

 

Cartão Pré-pago Acesso: novidade ajuda brasileiros a controlar gastos

[]print2

 

Cada vez mais o brasileiro tem recorrido aos cartões pré-pagos para o pagamento de compras e para os gastos mensais. Muita gente já se habituou a sair de casa sem o dinheiro vivo.

Os Cartões Acesso chegaram ao Brasil e têm ajudado algumas pessoas a controlar o orçamento e gastar apenas o que pode!

A febre do Pré-Pago – AcessoCard

a febre

 

Publicado originalmente em Época Negócios – em 07/2013

Tem empresa repensando a forma de uso dos cartões pré-pagos, hoje usados principalmente em viagens. O novo alvo são os 40% da população que ainda não possui conta bancária. Atuando nessa área, a Acesso obteve em seis meses 50 mil adesões ao seu cartão AcessoCard. Aliás, uma pesquisa feita pela MasterCard mostra que até 2017 os pré-pagos devem movimentar US$ 18 bilhões no Brasil, nove vezes mais que o valor atual.

Entrevista Sérgio Kulikovsky – Rádio Universidade FM (MA) 11-12-2014

 

midia-radio-blog-radio-universidade

Nesta matéria Sergio Kulikovsky da Empresa de Cartões Pré-Pagos Recarregáveis Acesso explica como funcionam os Cartões Pré-Pagos Acesso e suas vantagens, funcionando como uma alternativa para a pessoa que não possui conta em banco e sobre sua receptividade no Brasil. Acompanhe a entrevista completa abaixo:

 

 

Veja dicas para fazer compras conscientes – Cartões Acesso

Educador financeiro fala sobre poupar dinheiro e como utilizar o cartão de crédito

papo-feminino

 

Publicado originalmente no site Papo Feminino – por Lívia Neves

 

Ninguém gosta de ficar com a conta bancária no vermelho ou estourar o limite do cartão de crédito. Para evitar essas situações, é preciso um pouco de disciplina na hora das compras. O educador financeiro Mauro Calil orienta que as pessoas pensem bem antes de realizar uma compra. “Primeiro, é preciso verificar se o item desejado é para uma necessidade. Depois, pensar se você tem condições de fazer a aquisição”, aconselha.

Algumas pessoas não conseguem se controlar e, ao seguir os impulsos momentâneos, acabam realizandocompras desnecessárias como a delegada Helô, personagem interpretada pela atriz Giovanna Antonelli na novela Salve Jorge. A policial saía às compras sempre que estava passando por um momento difícil no trabalho ou com a sua família.

A alimentação, a educação, a habitação, o transporte e o vestuário são despesas fixas e de primeira necessidade. “Nós precisamos nos vestir, nos alimentar, nos locomover e ter onde morar”, diz Mauro. Por isso, é preciso ter em mente que os gastos a mais devem ser calculados com o que sobra dos rendimentos mensais após o pagamento dessas contas. O educador indica aproveitar as promoções, principalmente as do mercado, pois uma economia de 20% em uma compra é como um reembolso de um investimento.

Se você é do tipo que gasta muito dinheiro e está sempre usando o limite do cheque especial ou pagando o mínimo de sua fatura do cartão, confira as dicas:

+ Evite usar essas linhas de crédito para coisas do dia a dia, reserve-as para emergências. Falando com o banco é possível cancelar ou diminuir esse limite.

+ Escolha cartões com as menores tarifas e que não cobrem anuidade.

+ Tenha no máximo dois cartões de crédito sendo que o limite dos dois devem somar 50% do valor de seu salário. Ou seja, se você ganha R$ 1000,00, a soma dos limites deve ser de R$ 500,00. Isso evita que você entre em apuros.

+ Se você está duro, evite os shoppings centers. Mas, se não tiver como, deixe os cartões em casa e leve apenas dinheiro vivo!

+ No supermercado, faça uma lista e tente comprar apenas o que está nela. “Nunca vá ao supermercado com fome”, recomenda o educador.

+ Sempre que a fatura chegar, pague o valor o integral. Evite parcelar ou atrasar o pagamento, pois o juro alto pode acabar com o seu orçamento.

Para fazer compras de valores mais altos e que exigem parcelamento como uma geladeira, pesquise as melhores linhas de crédito e os menores juros. O autofinanciamento também é uma opção! Segundo Mauro, você pode escolher o produto e, ao invés de comprar na hora, você vai depositando o valor das parcelas em uma poupança até atingir o valor total. “É um duplo benefício, pois, no final, o valor poupado vai estar maior e o produto mais barato”, completa. Outra alternativa são os cartões de crédito pré-pagos. O criador da empresa Acesso Card Sergio Kulikovsky  conta que a opção “funciona igual à uma recarga de celular: você coloca o crédito e gasta”.